Estudantes de Jaguarari produzem documentário sobre o artesanato de palha

Estudantes produzem documentário sobre o artesanato de palha (7)

Os estudantes do Curso Técnico em Administração do Centro Territorial de Educação Profissional do Piemonte Norte do Itapicuru, em Jaguarari, produziram um documentário sobre o artesanato de palha, buscando valorizar a cultura local. O filme “Artesanato de Palha de Jacunã: Grupo geração jovem por um futuro melhor” será exibido até o dia 28 de setembro, na unidade escolar, e tem como objetivo também ser distribuído para outras escolas.

“O artesanato de palha é um trabalho tradicional da localidade. Eles produzem chapéus, esteiras, tapetes, bolsas, chaveiros e lembranças em geral. A produção do vídeo é uma parceria com o Departamento de Cultura da prefeitura, que disponibilizou o equipamento e logística para dois dias de gravação”, explicou a professora e coordenadora do projeto, Karine Tafre. Ela ainda ressalta que os alunos passaram por oficinas e foram responsáveis por toda a concepção do trabalho, do roteiro ao acompanhamento da edição.

Estudantes produzem documentário sobre o artesanato de palha (3)Estudantes produzem documentário sobre o artesanato de palha (4)Estudantes produzem documentário sobre o artesanato de palha (6)

Além do vídeo, os estudantes realizaram um plano para ajudar a cooperativa a gerir o negócio. “Muitas vezes as artesãs gastam mais do que ganham, por isso aplicamos o que aprendemos no curso para ajudar as trabalhadoras. Fizemos o documentário em três momentos: uma parte contando a história do artesanato de palha, outra contando o projeto que estamos realizando e um bate-papo ouvindo as artesãs sobre o seu trabalho e vida pessoal”, destacou a estudante Thayná Ferreira, 17 anos.

“É muito importante estarmos podendo viver na prática o que aprendemos no curso. Tudo isso mostra o comprometimento de professores e gestores com a nossa formação. Espero continuar a participar de mais experiências como essa”, afirmou o estudante Alisson Bispo, 15.

Prorrogado prazo para cadastro para Projeto Primeiro Emprego

emprego6

A Secretaria da Educação do Estado prorrogou, para o dia 15 de setembro, o prazo para que os estudantes da Educação Profissional atualizem seus dados. A ação faz parte do Projeto Primeiro Emprego do Governo do Estado, que visa ofertar milhares de vagas para a primeira experiência profissional destes jovens. Devem se cadastrar os estudantes ativos de 2016 (séries finais) e egressos do ano letivo de 2015.

>> Clique aqui para fazer a atualização cadastral

O processo de atualização é muito simples. O estudante pode fazer o seu cadastramento em qualquer computador ou do celular. No Portal da Educação, deve preencher os seguintes dados: nome completo (sem abreviações), o número do CPF, o nome completo da mãe e o endereço residencial. Os dados são fundamentais para que o estudante, caso convocado, seja acionado, via carta registrada, para as vagas do Primeiro Emprego.

A convocação para o projeto Primeiro Emprego será feita pelo Serviço de Intermediação para o Trabalho (SINEBAHIA), a partir de um banco de dados disponibilizado pela Secretaria da Educação do Estado. A seleção se dará com base no rendimento escolar, a partir de uma média geral do curso.

Começa o recadastramento de estudantes para primeiro emprego

emprego1

A atualização cadastral dos estudantes da Educação Profissional já começou. A ação faz parte do Projeto Primeiro Emprego, que visa ofertar milhares de vagas para a primeira experiência profissional destes jovens. A seleção se dará com base no rendimento escolar, a partir de uma média geral do curso. Por isso, é importante que cada estudante realize sua atualização cadastral, para que possa ser contactado no caso de convocação para uma das vagas ofertadas.

Devem se cadastrar, os estudantes ativos de 2016 (séries finais) e egressos do ano letivo de 2015. Nesta sexta (12), o sistema de cadastramento foi testado no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira, localizado no bairro de Mussurunga, em Salvador, para que os alunos pudessem verificar como funciona o sistema.

>> Clique aqui para fazer a atualização do cadastro

A convocação para o projeto Primeiro Emprego será feita pelo Serviço de Intermediação para o Trabalho (SINEBAHIA), a partir de um banco de dados disponibilizado pela Secretaria da Educação do Estado. Como público alvo do projeto Primeiro Emprego, a aluna Beatriz Barbosa, 19, 3º ano do curso de Informática, no CEEP Newton Sucupira, tratou logo de fazer a atualização do seu cadastro porque entrar no mundo do trabalho tem sido o maior sonho. “Foi super fácil o processo de atualização cadastral. Quis fazer logo, pois pretendo conhecer o ambiente do trabalho o mais rápido possível para que, no futuro, quando começar a atuar no mercado como profissional, já tenha na bagagem uma certa experiência. Também quero ter o meu dinheiro para ajudar a minha mãe e ter mais autonomia financeira”, justifica.

A colega Yasmin Marques, 15, 3º ano também do curso de Informática na mesma unidade escolar, conta que está otimista em ser selecionada para o primeiro emprego. “Foi bem rápida e prática a atualização dos meus dados. Aproveitei, também, para tirar a minha Carteira de Trabalho. Espero que logo seja chamada porque considero muito importante que todos tenham essa experiência de entrar no mundo do trabalho. Estou na maior expectativa”, conta.

Documentos necessários – O representante da Secretaria da Educação no Comitê Gestor do projeto Primeiro Emprego, Ruy Braga, explica que, para a atualização, o estudante deverá ter os seguintes dados: seu nome completo (sem abreviações), o número do CPF, o nome completo da mãe e o endereço residencial. “O processo é muito simples. O estudante pode fazer o seu cadastramento em qualquer computador ou do celular, lembrando que o importante é fornecer os dados completos e corretamente. Com a atualização, teremos a certeza de que a carta registrada de convocação enviada pelo SINEBAHIA aos selecionados chegará no endereço do estudante”, ressalta.

Oficina de Robótica amplia acesso à tecnologia e inovação

robotica1

O ramo edu­ca­ci­onal e tec­no­ló­gico que en­volve com­pu­ta­dores, robôs e com­pu­tação é um atra­tivo para os es­tu­dantes. A pos­si­bi­li­dade da tec­no­logia na re­a­li­zação, por exemplo, de uma pro­gra­mação com a placa de ar­duíno (pla­ta­forma de hardware e software, criada para au­xi­liar no en­sino de ele­trô­nica) é o que ofe­rece a ofi­cina de Ro­bó­tica, pro­mo­vida pelo Centro Ju­venil de Se­nhor do Bonfim, uni­dade li­gada à rede es­ta­dual de en­sino. Com a pro­posta de am­pliar o acesso de cri­anças e jo­vens a novas ex­pe­ri­ên­cias edu­ca­tivas, o curso visa es­tudar o apli­ca­tivo da ro­bó­tica para o de­sen­vol­vi­mento de di­fe­rentes ha­bi­li­dades, como o tra­balho co­la­bo­ra­tivo, o ra­ci­o­cínio ló­gico e a cri­a­ti­vi­dade.

A estudante do 3° ano do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, Geovanna Bamberg, 17 anos, fala sobre o aprendizado. “A oficina superou as minhas expectativas, pois está contribuindo para desenvolver o meu aprendizado na prática, através da construção de invenções tecnológicas. O conhecimento obtido vai ser muito útil futuramente quando eu estiver cursando a faculdade de Engenharia da Computação, que é o que pretendo”. Ela e seus colegas de oficinas têm como monitores estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano).

A diretora do Centro Juvenil Senhor do Bonfim, Janair Torres, ressalta que a oficina de Robótica e as demais oferecidas pela unidade contribuem para facilitar a compreensão dos conteúdos curriculares. “O nosso Centro trouxe para a região novas oportunidades de crescimento intelectual na vida escolar dos estudantes bonfinenses, que hoje podem ampliar suas horas de estudos de forma criativa e inovadora frequentando as diversas oficinas e cursos elaborados e ofertados dentro do contexto exigido pelas mudanças tecnológicas da sociedade”.

Com dois anos de atuação, o Centro Juvenil de Senhor do Bonfim possibilita aos estudantes da rede estadual a realização de cursos e oficinas relacionados à pesquisa, ciência, cultura e tecnologia. As atividades podem ser praticadas no turno oposto ao qual estão matriculados.  Além da oficina de Robótica – que funciona às sextas-feiras, das 14h às 16h, com uma carga horária de 30 horas – ouras 11 são oferecidas, dentre as quais as de Geometria em Ação e Teatro Pop. Além disso, são promovidos eventos pontuais como o Clube de leitura, para estimular o hábito da leitura entres os estudantes, e o Cine clube, onde são discutidas questões ligadas à linguagem do cinema.

Centros Juvenis - Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura são uma iniciativa da Secretaria de Educação do Estado para promover a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. Além de Senhor do Bonfim, a Bahia conta com o Centro Juvenil localizado em Salvador, Barreiras, Itabuna e Vitória da Conquista, beneficiando cerca de 11 mil estudantes.

Centro Juvenil de Senhor do Bonfim inscreve para cursos e oficinas

Mais um ciclo de atividades do Centro Juvenil de Ciência e Cultura foi iniciado, nesta semana, em Senhor do Bonfim, com uma mostra à população sobre os 13 cursos e oficinas ofertados. Estas atividades complementares beneficiam os estudantes das escolas estaduais, que participam no turno oposto aos quais estão matriculados. Das oficinas e cursos, ainda há vagas para 11 deles (veja lista abaixo) e as inscrições podem ser feitas no próprio Centro Juvenil. Basta apresentar a carteira de identidade (RG), CPF e comprovante de matrícula.

“A ideia da mostra foi recepcionar os estudantes que apostam na proposta do Centro Juvenil em contribuir com a aprendizagem em diversas áreas do conhecimento, além de dar a oportunidade para que outros jovens conheçam o funcionamento dos cursos e oficinas”, destaca a diretora Janair Borges.

Ricardo Dias, 19 anos, que faz o curso técnico em Nutrição no Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep) em Saúde Tancredo Neves, se inscreveu para a oficina ‘Juvenil dance’. “Já fiz mais de cinco oficinas aqui no Centro e gosto muito porque são atividades diferenciadas, que abrem nossa mente para novas ideias”, afirma.

Para Alisson Michael Reis, 17, que cursa no 3º ano do Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, o Centro Juvenil mudou a sua vida. “Foi aqui que eu passei a me interessar em praticar esportes, a gostar de Geometria e também perdi a minha timidez. Este é um espaço muito bom onde podemos aprender, nos divertir e fazer novos amigos”, revela o estudante.

Mais sobre os Centros Juvenis - Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura são espaços dedicados à educação complementar, ao lazer criativo, à interação social, ao conhecimento tecnológico, à ciência e a tantas outras formas de saber que ultrapassam o conhecimento convencional. Os Centros são também um lugar onde os estudantes podem descobrir sua vocação profissional a partir das experiências vivenciadas. Para atender a 11 mil estudantes, em 2016, o Estado conta com os Centros Juvenis em Salvador, Senhor do Bonfim, Itabuna, Barreiras e Vitória da Conquista.

Matrícula do Universidade Para Todos acontece de 12 a 15 de Julho

Uni-para-todos
Os estudantes selecionados para o curso pré-vestibular Universidade Para Todos, devem fazer a matrícula  entre os dias 12 e 15 de julho, no local e no turno que o candidato escolheu para cursar. As aulas, preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), acontecem a partir do dia 12 de julho, em Salvador e em mais 177 localidades, nos 27 Territórios de Identidade do Estado da Bahia.
Um dos critérios da seleção é a nota de Português e Matemática, que o estudante declarou no ato da inscrição e que precisa ser comprovada, na matrícula, com a apresentação do histórico escolar. Este documento também comprova se o estudante é oriundo da escola nas redes públicas estadual ou municipal. Os selecionados também deverão apresentar a original e as cópias de documentos como RG, CPF, histórico escolar e comprovante de residência. Se menor de idade, a matrícula deverá ser feita pelos pais ou responsáveis.
UPT - MATRÍCULAS
“O projeto Universidade para Todos é uma parceria que fortalece a relação da Secretaria da Educação com as nossas universidades estaduais. Para além da pesquisa e do ensino de excelência que as universidades têm, este projeto demonstra bem o potencial das estaduais também na extensão, pois é um serviço de grande relevância, na medida em que beneficia nossos estudantes, na preparação para o ingresso ao Ensino Superior”, comenta o secretário da Educação da Bahia, Walter Pinheiro.

Adiado início de matrículas do curso Universidade para Todos

Uni-para-todos

 

A matrícula para o cursinho Universidade Para Todos (UPT) foi adiada. O curso, preparatório para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), oferta 12.825 vagas é promovido pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com as universidades estaduais (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc). A nova data e documentos para matrículas serão amplamente divulgados pela Secretaria da Educação do Estado.

Prêmio Escola Voluntária é prorrogado para 10 de julho

escola-voluntaria
O prazo para as inscrições da 15ª edição do Prêmio Escola Voluntária foi prorrogado. Projetos de voluntariado realizados por escolas do Ensino Fundamental e Médio podem ser inscritos no site do Prêmio até o dia 10 de julho. Podem participar instituições de ensino dos seguintes estados: Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal.
O Prêmio Escola Voluntária é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e da Rádio Bandeirantes e tem como objetivo formar, incentivar e reconhecer escolas de Ensino Fundamental e Médio, públicas ou privadas, que desenvolvem projetos de voluntariado junto à comunidade. O projeto deve contar com a participação voluntária de alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e/ou em qualquer série do Ensino Médio.
Desde 2014, cada edição do Prêmio passou a ser bianual, sendo que nos anos pares as escolas são premiadas e, nos anos ímpares, recebem atividades de formação.
Desde 2001, o Prêmio já recebeu mais de 5.500 inscrições. No ano de premiação, cada escola selecionada (10 por edição), recebe uma equipe da Rádio Bandeirantes que transmite aos alunos conceitos de radiojornalismo e orientações práticas sobre como elaborar conteúdo para uma rádio. As reportagens produzidas pelos estudantes são veiculadas na programação da emissora. Por fim, uma comissão julgadora seleciona os trabalhos, que serão premiados em cerimônia.
A troca de experiências entre as escolas finalistas motiva estes jovens, que acreditam na responsabilidade social, a continuarem neste caminho. Incentivar escolas que promovem o voluntariado a ensinar que cidadania e solidariedade começam na sala de aula é um dos objetivos desta iniciativa.
Premiação
  • 1º lugar: 20 mil reais
  • 2º lugar: 15  mil reais
  • 3º lugar: 10  mil reais
  • Educador Destaque: um notebook
Cronograma
  • 30/05 a 10/07 – Período de inscrições
  • 01/08 – Anúncio das escolas finalistas
  • 15/08 a 16/09 – Visita às escolas finalistas
  • 07/11 a 18/11 – Veiculação das reportagens feitas pelos alunos na Rádio Bandeirantes
  • 21/11 a 23/11 – Encontro das escolas finalistas em São Paulo
  • 22/11 – Evento de premiação em São Paulo

Governo assina novos contratos adequados à Lei Anticalote

anticalote
Todos os novos contratos com empresas terceirizadas da Secretaria da Educação do Estado serão adequados à Lei Anticalote, que garante os direitos trabalhistas e previdenciários dos empregados, conforme determinou o governador Rui Costa. Nesta quinta-feira (30), as secretarias estaduais da Administração (Saeb) e da Educação assinam dez novos contratos, que vão garantir a manutenção de 87% dos postos de trabalho terceirizados.
O prazo para se ajustar à essa legislação estadual, sancionada em 2014, foi prorrogado até 30 de junho para que as empresas aderissem espontaneamente, mas apenas parte delas aceitou as novas regras. “Agora, chegou o momento de promovermos as mudanças necessárias à continuidade da prestação dos serviços, preservando os direitos dos terceirizados. Todos os direitos estão mantidos”, afirma o secretário da Educação, Walter Pinheiro.
>> Assista à entrevista do Secretário Walter Pinheiro À TV Record
Para substituição das terceirizadas que não aderiram às regras da Anticalote, o Governo do Estado realizou novas licitações para contratação de empresas submetidas às regras dessa lei. Dois lotes de licitação se encontram em fase final de recurso e representam 17% restante da mão de obra terceirizada da pasta.
“Em relação à situação dos vigilantes, vamos ajustar às necessidades da secretaria, adaptando os contratos à nossa capacidade de honrar os pagamentos”, destaca Pinheiro. Ele explica que tudo está sendo feito de acordo com prazo acertado com as empresas terceirizadas, que tiveram a possibilidade de se adequar à Leia Anticalote. A licitação no novo formato foi realizada em novembro de 2015 e está homologada desde de janeiro deste ano, sob a coordenação da Saeb.
Promoção de Professores
O Governo do Estado paga, também nesta quinta, os 22.853 professores da rede estadual de ensino beneficiados com promoção de carreira em junho. Eles representam 68,25% dos docentes efetivos, e os ganhos, com a iniciativa do governo, equivalem a 7% do seu rendimento total, sendo que 1,75% do percentual foi antecipado desde junho de 2015.  >> Clique aqui para ler a matéria completa
Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado

Governo do Estado efetuou (30/06) o pagamento de R$ 7,9 milhões em promoções para 22 mil professores

O Governo do Estado efetuou na última quinta-feira (30), o pagamento de R$ 7,9 milhões referentes às promoções nas carreiras de 22.853 professores da rede estadual de ensino, o que vai representar um impacto na folha de pagamento de R$71,8 milhões, em 2016. Esta é a terceira promoção concedida para a categoria consecutivamente, a partir de 2014, gerando um impacto acumulado para os cofres públicos de R$ 306 milhões, em três anos.

Os professores vão ter um ganho total de 14,05% sobre seus vencimentos, somando a promoção paga hoje, às concedidas nos anos de 2014 e 2015. As promoções nas carreiras foram fruto de acordo com os representantes da categoria, em 2014, assegurada, posteriormente, pela sanção da Lei Estadual 13.185/2014.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, destacou a valorização dos profissionais da educação. “A promoção na carreira do magistério é parte da política de valorização dos docentes da rede estadual e fruto de uma parceria com a nossa Uneb. Além disso, a partir dos cursos de Atualização em Práticas Pedagógicas e Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, os professores e coordenadores pedagógicos aperfeiçoaram o vínculo entre a prática pedagógica e as Tecnologias da Informação e Comunicação, contribuindo para o fortalecimento da qualidade da Educação Básica do Estado da Bahia”.

Já o secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes, destacou o comprometimento do Governo com a categoria, em conceder as promoções que geraram ganhos reais para os professores, mesmo diante da situação econômica do país. “Enquanto vários estados estão com problemas para manter em dia o pagamento dos salários dos servidores, o Governo da Bahia demonstra seu o comprometimento com o funcionalismo, pagando a folha pontualmente e cumprindo os acordos assumidos”, enfatizou.

Os mais de 22 mil professores que tiveram direito às promoções foram aprovados no segundo módulo do curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Iniciado em 2014, na modalidade Educação a Distância, o curso foi obrigatório para a promoção do magistério público dos Ensinos Fundamental e Médio do Estado da Bahia.

A promoção concedida este ano gerou o impacto mensal de R$7.996.494,00 na folha de pagamento do Estado. Os 22.853 professores beneficiados representam 68,25% dos efetivos. Os docentes terão um ganho salarial equivalente a 7% do seu rendimento total, sendo que 1,75% deste percentual foi antecipado desde junho de 2015, no início do curso.

O procedimento foi o mesmo nos anos anteriores, os professores que perceberam as promoções tiveram que concluir os cursos de aperfeiçoamento. Após os cursos, os docentes obtiveram a promoção nos graus de carreira, desde que cumprissem a carga horária mínima de cada etapa e tenham sido aprovados.

O primeiro módulo do curso foi iniciado em julho de 2014, com promoção na carreira referente à aprovação desta fase concedida em junho de 2015. Já as atividades do segundo módulo tiveram início em março de 2015 e compreenderam quatro etapas: Currículo e Avaliação: Apropriação Tecnológica, Inovação e Diversificação; Educação para a Diversidade e Inclusão; Memória, Investigação Científica e Produção Artística na Perspectiva da Prática Pedagógica Interdisciplinar e Produção Colaborativa e Compartilhamento de Material Didático-pedagógico com Uso de Conteúdos Digitais.